sexta-feira, 6 de março de 2009

Arnaldo Jabor

Em um artigo, o grande pensador católico Gustavo Corção escreveu que “Os idiotas que antigamente se calavam estão hoje com a palavra, possuem hoje todos os meios de comunicação”.

Creio que Corção, com algumas décadas de antecedência, retratou perfeitamente o que vemos acontecer agora: um tolo, sem o mínimo conhecimento do que seja a Igreja Católica Apostólica Romana, seus 2000 anos de história, sua doutrina e suas leis, tem a sua disposição, como fabulosa massa de manobra, a maior audiência da TV brasileira para ouvir suas tolices, suas pseudo-análises do que ocorre dentro da Igreja (sim, porque nenhum bispo nem muito menos o papa foi interferir no trabalho de Jabor).

Há algumas semanas, por conta do levantamento das excomunhões dos quatro bispos da Fraternidade Sacerdotal São Pio X, Arnaldo Jabor se meteu a comparar o pontificado de João Paulo II com o de Bento XVI (veja o vídeo). Não consigo pensar em outro adjetivo para o discurso do sujeito que não seja: ASNEIRAS.

Começou afirmando que João Paulo II era "pra fora", ao passo que Bento XVI é "pra dentro". Que aquele queria levar a Igreja para o mundo, e este quer trazer o mundo para dentro da Igreja. Jabor demonstra desconhecer completamente o pontificado de João Paulo II e a intensa colaboração e amizade entre ele e o então Cardeal Jospeph Ratzinger; assim como demonstra também desconhecer completamente que Nosso Senhor mandou sua Igreja "ensinar e batizar todos os povos e nações" (Mt 28,19). Tanto que chega ao absurdo de afirmar que foi um erro o papa batizar o islâmico convertido ao catolicismo no sábado santo do ano passado.

Por fim, critica o levantamento da excomunhão do bispo Richard Williamson (um dos quatro da FSSPX) após este ter "negado o Holocausto" (primeiro que ele não negou, mas isso é outra história). Tal afirmação de Williamson não era do conhecimento do Papa, a este fato comenta com grosseira ironia: "como não sabia, o Papa não é infalível?".

Agora, Jabor se mete novamente onde não é chamado e nem tem competência para tal, e desfila novamente todo seu ódio, ironia e desconhecimento da Igreja (veja o vídeo).

O foco agora foi a declaração de Dom José Cardoso Sobrinho, arcebispo de Recife e Olinda, de que quem participou do aborto da menina de 9 anos está excomungado.

Afirma ele que "esse pensamento dogmático, inquisitorial, só afasta a igreja católica do mundo moderno".

Passo a palavra a São Paulo Apóstolo: "Não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso espírito, para que possais discernir qual é a vontade de Deus, o que é bom, o que lhe agrada e o que é perfeito" (Rm 12,2).

Jabor segue: "Logo agora que a história está tão cruel, agora que os homens precisam de uma religião protetora, agora que precisávamos da doçura da igreja, temos os olhos frios de Bento XVI".

Pois é, triste coinscidência... logo agora que a boa filosofia está esquecida, que os homens se rendem aos seus mais torpes desejos e abandonam a inteligência e a lógica, justo agora que precisávamos de homens inteligentes e cultos ensinando nos grandes meios de comunicação, temos a inteligência embaçada, a má vontade, a incompetência profissional e a língua bipartida de Arnaldo Jabor...

Voltando a Corção: "São os idiotas que possuem hoje os meios de comunicação".

O idiota em referência, encerra seu apanhado de idiotices com a seguinte pérola: "Os excomungados de Olinda não devem ter medo. Deus está vendo e está com eles. Certamente não está com esse inquisidor, o arcebispo José Cardoso Sobrinho."

Agora Jabor, além de analista da Santa e Romana Igreja, determina também com quem Deus está e com quem Ele deixa de estar. Este sujeito é realmente engraçado, a Igreja não tem o direito de excomungar quem fere as leis de Deus (mesmo que essas pessoas estejam pouco se importando com Deus), mas ele tem o direito de anular a excomunhão declarada. Mais uma vez vemos a intolerância dos tolerantes... Tolerância com todos e com todas as atitudes, menos aquelas advindas da Igreja Católica.

O que verdadeiramente não é muito difícil de saber é quem está com Arnaldo Jabor...

Por fim, chama Dom José Sobrinho de inquisidor. Esse ataque me fez pensar nos tempos em que um idiota desse não estaria à solta falando tanta bobagem, ou estaria preso, ou se converteria, ou viraria carvão. Pelo menos as inteligências e as boas almas eram preservadas de tamanhas baboseiras.

3 comentários:

Anônimo disse...

Voces da igreja que sao uns idiotas. Porque nao excomugaram o estrupador da garata. Arnal Jabor esta certo, suas doutrinas medievais de acumulacao de terras e conservadoras so atrasam a evolucao humana, alem do historico de pessoas queimadas em inquisicoes e bispos e padres pedofilos, e outros que negam o holocausto. Qualquer padre, antes de nascer de ``saia`` eh homem, com desejos sexuais normais de qualquer homem e, por uma doltrina mais do que ridicula e atrasada, padres nao podem casar e constituir familia, o que eh lei de Deus. O cumulo do ridiculo fica por conta desse ridiculo dom José Cardoso Sobrinho, um idiota de marca maior,que acredita que a lei de Deus, interpretada por ele claro, concordaria que um ``bebe`` de nove anos fosse mae, um absurdo. Deus concordaria com tal barbarie? Seria mais justo comprometer a saude dessa crianca por causa de uma interpretacao da lei de Deus feita por homens capitalistas apostolicos romanos? Revejam seus conceitos, acordem, seculo XXI!

Emerson disse...

Prezado Luis, eu sou o Emerson, cartunista do Veritatis. Entre em contato comigo pois quero fazer uma charge do Jabor para voce colocar em seu blog.

Vinicius disse...

Nossa! uma autoridade da igreja dispondo de completa arrogancia e ignorancia contra um servo de Deus, que o Arnaldo Jabor com certeza eh, como qualquer outro, inclusive como os medicos excomungados que apenas realizaram seu trabalho, dentro da lei e do bom censo, seu idiota! E se fosse sua irma de sangue de 9 anos gravida? Com certeza haveria um aborto e a Igreja Catolica encobriria! Porque vcs nao se preocupam em melhorar a imagem da igreja destruida por casos de pedofilia, bispo que nega Holocausto, do que deixar seres humanos livres tomarem as decisoes que o Estado os ampara de fato e de direito? Alias, historicamente, ha quanto tempo Igreja e Estado estao separados? Ou voces pararem no tempo? Emerson, na boa, pq vc nao faz uma charge pra defender os direitos dos seres humanos, pq, quem acha que Deus concordaria com uma crianca de 9 anos ser mae, nao pode ter essa classificacao, me desculpa...