sábado, 18 de agosto de 2007

Perguntar não ofende, mas pode converter

Há pouco tempo eu terminei de ler o excelente livro "Todos os caminhos vão dar a Roma", escrito por Scott Hahn e sua esposa Kimberley Hahn. Os autores são estudiosos da bíblia e tinham posições de destaque na Igreja Presbiteriana dos EUA. Suas conversões são fruto de estudos sobre a Bíblia e os Padres da Igreja. Scott se converteu primeiro, causando uma grande decepção à esposa; mas ela, algum tempo depois, também acabou se rendendo à clareza da Fé Verdadeira e se converteu. A emocionante e edificante história desse casal pode ser conhecida no livro citado acima, leitura que eu recomendo vivamente.

Algumas das objeções que os protestantes fazem a Fé Católica são refutadas por Scott Hahn. Especialmente interessante é o momento em que ele começa a questionar a doutrina da "Sola Scriptura" (= somente a Bíblia). Hahn, desesperado por não conseguir encontrar fundamentos para essa doutrina (ponto chave de todo o protestantismo), pergunta a alguns de seus antigos professores e amigos: Qual é o fundamento da verdade?

Resposta unânime: A Bíblia, claro!

Ao que Hahn responde: Então por que São Paulo afirma à Timóteo que a Igreja é a coluna e o sustentáculo da verdade?

Não obteve respostas satisfatórias...

Gostei da idéia e fiz o teste: cheguei em um antigo colega de trabalho, que é metodista, e fiz a mesma pergunta... A resposta não poderia ser outra: A Bíblia! Respondi o mesmo que Scott Hahn, citando I Timóteo 3,15. Ele ainda não me trouxe uma resposta...

Os protestantes afirmam que a Bíblia é a única fonte de fé e moral (Sola Sciptura). Por outro lado, nós católicos cremos que nossa fé se fundamenta num tripé formado pela Bíblia, Tradição e Magistério.

Fica a dica para o caso de um debate com protestantes, ao invés de nos desdobrarmos para fazê-los entender o uso de imagens, intercessão dos santos, Nossa Senhora, etc., pergunte: Qual é o fundamento da verdade?. Depois, ele que prove com a própria Bíblia, a doutrina herética da Sola Scriptura.

Nesse sentido, recomendo a leitura do artigo "Cinco perguntas a que nenhum protestante consegue responder", de Carlos Ramalhete.

Parece até um paradoxo, mas justamente a Bíblia é o ponto fraco dos protestantes!

4 comentários:

Anônimo disse...

Irmão em Cristo, Luiz, Boa tarde

Queria tambem ler o livro de Scott Hahn e sua esposa, me indique a editora e contato pra mim tambem comprar e me fortalecer na fé!

Paz, e amor, por Maria Santissima, Mãe de Deus e nossa!

Um abraço fraterno.

Francisco mendes Mota Filho
Balsas-MA

Anônimo disse...

Desculpe não coloquei o meu e-mail:

motafilho2004@hotmail.com

ou


Filho@suprisull.com.br

José Roldão disse...

P A X C H R I S T I T E C U M

Luiz, gostaria de publicar em meu blog este seu post, caso mo permitisse, claro. Posso?

Dominus sit in corde tuo

Teu servo,

José Roldão.

Luiz Henrique Corrêa Mortágua disse...

Olá José Roldão!

Obrigado pela visita!

Sim, pode publicar o texto em seu blog.

Fique com Deus,

Luiz Henrique